quinta-feira, janeiro 03, 2008



Em 2006 publiquei o post abaixo que me valeu, de uma forma agressiva, a expulsão do blog colectivo onde colaborava.
Dois anos volvidos fumo muito menos, sem que para tal, tenha tido necessidade de repressão.
Claro que, á distância, o meu texto poderá parecer excessivo, mas quando finalmente os fundamentalistas venceram sobre nós fumadores, mesmo que aspirante, no meu caso, a deixar de o ser, acho bastante pertinente republicar este post, esperando, que desta vez, não seja tão insultada e mal-entendida, pois tenho a noção que é excessivo. No entanto foi feito em oposição a todos os que não entendem que de proibição em proibição, poderemos caminhar para uma qualquer forma de ditadura.


Saturday, April 15, 2006


EU FUMO (OU A MINHA DEFESA DOS FUMADORES)



Fumo quando estou alegre,



Fumo quando a partilha de ideias com os outros



me excita os pensamentos,



Fumo quando estou só, me apetece escrever, pintar,



ou meramente fazer os adornos para embelezar quem gosto



Fumo quando estou triste,



para criar uma nuvem que me ensombre as amarguras,



Fumo quando desconversam comigo,



quando sinto que não consigo fazer-me entender pelos outros,



em suma, FUMO, e digo:



Abaixo a ortodoxia dos não fumadores,
que inspiram os fumos de escape,
das hipocrisias, das desigualdades,
sem se queixarem,
mas que nos querem meter num Guetto,
qual malfeitores.



Teresa David-quadro de Otto Dix

16 comentários:

Conceição Paulino disse...

e nessa data saí em defesa do teu pos e em oposição à posição tomada pq como tu acredcito k as "proibições" sistemáticas são um mu princípio e conduzem à construção de efeitos altamente perversos.
Como sabes fumo cigarrilhas, mas nunca fumei em restaurantes e similares sem perguntar a quem almoçava se incomodava e, caso dissessem k sim não acendia.
Em defesa da minha saúde e da de todos exerço o mue direito à indignação e EXIJO ao governo a mesma sanha no tocante:
1) à poluição causada pelos veículos e que causam cada vez mais doenças do foro respiratório;
à poluição da industrias - no ar, nas águas - mares, rios e subterrâneas - inquinando os lençóis de água potável;
2) à poluição sonora que nos rebenta os tímpanos sob várias versões; tubos de escape; motrizadas XPTL; aos rádios dos carros em altos berros k passam por nós e se ouvem, como o trovão segundos, por vezes minutos, antes E continuamos a ouvi-lois depois como se estivessemos num arraial;
3) aos produtos tóxicos usados
na engorda de animais e desenvolvimento de vegetais, e4tc, etc....
Pq podemos fumar menos, deixar de fumar, mas dos resantes ítens k refiro ( e não sou exaustiva) não escapamos... E comer, comemos todos os dias, váias vezes aos dias...Bom, cada vez menos e infelizmente há quem só coma alimentos meio deteriorados(fruta meio apodrecida ou pisada - mais barata - carnes de 5ª, 6ª, 7ª 8ª ou???? exemplifico: patas de galinha, pés de porco e de vaca, vísceras, pq os euro-ZINHOS p/mais não dão.
Mas estes morrem silenciosos e silenciados, pacíficas vítimas de uma imjusta sociedade.

Bjs amiga

M. disse...

Expulsaram-te?! Digo-te que antes assim, pois de gente dessa mais vale estares longe. Loucura à solta, uma das tais que por aí anda. E digo-te que não fumo nem gosto que fumem ao pé de mim porque o fumo incomoda-me, mas há limites para a diversidade de ideias.

Parvinha da Silva disse...

Estou plena,ente de acordo contigo e subscrevo tudo o que a TMara disse.

Fumadora, sempre tive o cuidado de não incomodar os não fumadores que perto de mim estavam.

Portanto, se estou de acordo com restrições aos fumadores menos cuidadosos com os outros, acho, no mínimo, caricato estes fundamentalismos repressivos. Eles vão na linha das directrizes europeias para a restauração. Croquetes e rissóis caseiros (frescos, bem feitos e sem conservantes)? Mas nem sonhar. PROIBIDO! Só há croquetes quando há actividade industrial.

Só me apetece dizer como o nosso 'marido': "ma va a cagare!"

bettips disse...

A Tmara disse tudo certo.
E tu também, os motivos diversos das "nossas loucuras". Mas da América nos veio o Marlboro em homens cheios de vigor e fatais olhos! Sem falar nos filmes dos anos 40 e 50 que encheram os lares de fumigações nostálgicas, antes até de termos frigorífico e televisão. Pena foi que depois de Quioto só agora "se conseguiu" um mínimo de promessas para um dos maiores poluidores do mundo(do ar e das vidas). Sou contra extremismos. Bj TD

bettips disse...

E já agora sobre "a europeia" racionalização higiénica...só quem não vê as baguettes francesas na mão dos transeuntes, as salsichas alemãs vendidas em tendinhas de esquina e a bela Itália com os seus mercados de rua e cestas de plástico cheios de espécies "de comer"...
Um dia destes fiquei abismada com uma exploração perto de Alcácer do Sal que existia há 10 anos... clandestina!!! E os bichos a morrer à fome... Enfim, higiene obrigatória mas também - e muito -nas cabeças.
Bjinhos

Susete Evaristo disse...

Olá Teresa primeiro desejar-te um optimo 2008 depois dizer-te que não fumo mas entendo quem o faça por prazer, o que não entendo é esta proibição total sabendo nós que do preço do tabaco mais de 60% vão direitinhos para os cofres do estado.
Não sei porquê mas esta política de defesa do ambiente e saúde dos não fumadores cheira-me a esturro.

Bichodeconta disse...

Passo para deixar um beijinho..Deixo também o desejo de bom ano...

O Profeta disse...

Olá Teresa esta gente não te merecia, expulçaram-te ou autoespulçaram-se da sensibilidade e bom senso?


Doce beijo

Alexandre disse...

Não fumo, mas acho que compreendo quem fuma! E há muitos não fumadores que têm vícios bem maiores que o do tabaco. Por isso, abaixo a hipocrisia, se fumar agrada a quem fuma, ninguém tem nada com isso e também penso que a maior parte dos fumadores não deixa de fumar porque não quer, porque lhes agrada fumar um cigarro com o café, etc.

Portanto, viva o fumo... mesmo não sendo fumador!!!!

Muitos beijinhos, Teresa!!!!

ASPÁSIA disse...

TERESITA


NÃO É COM PROIBIÇÕES QUE SE VAI A ALGUM LADO, MUITOS FUMADORES RESPEITAM QUEM NÃO FUMA E SE NÃO O FAZEM É POR NÃO RESPEITAREM O PRÓXIMO - O PROXIMO MESMO, NESTE CASO!

COMO SABES O FUMO É-ME BASTANTE PREJUDICIAL A NÍVEL DOS OLHOS E GARGANTA (Q TB, TEM TENDÊNCIA PARA SECURA) FUMO, MAS ESTAR ESPORADICAMENTE EXPOSTA A ALGUM, DESDE QUE NÃO MUITO INTENSO, POSSO AGUENTAR.

NÃO ERA PRECISO ESTA LEI RADICAL. EU SEMPRE QUE O FUMO ME INCOMODOU EM ESPAÇO PUBLICO, E O DISSE COM MANEIRAS AO FUMADOR Q ME INCOMODAVA (NÃO QUE ME ESTAVA A CAUSAR UM CANCRO, CLARO) A PESSOA COMPREENDEU E OU APAGOU O CIGARRO OU MUDOU DE SITIO.

AGORA ISTO +E O CASO DE UM CLIENTE Q PODE ENTRAR OU SAIR DE UMA CASA COMERCIAL SE NAO SE SENTIR BEM. SE FOR UM EMPREGADO TODO O DIA A RESPIRAR FUMO DOS CLIENTES JÁ O CASO É DIFERENTE. AÍ SENDO UMA EXPOSIÇÃO CONTINUADA É QUE PODE HAVER RISCO DE UMA DOENÇA ALÉM DE UM SIMPLES INCÓMODO. AQUI O CASO É MAIS DIFÍCIL. QUE ACHAS TU QUE SE POSSA FAZER NESTE CASO SEM PROIBIR?

BEIJINHOS SEM FUMO MAS SEM FUNDAMENTALISMO:)...

lua prateada disse...

Compreendo-te muitíssimo bem amiga.Hoje já não fumo graças a Deus mas durante anos e anos me debati com a vontade de deixar de fumar e não conseguia.Pessoas que te expulsaram e outras que criticam nada sabem do quanto quando se fuma e se quer deixar e não se consegue o que se sofre, direi muito mais que aqueles que por vezes lhe cheiram a tabaco.Hoje sou uma não fumadora mas muito respeitadora por quem fuma pois sei o que isso é, muitas pessoas se esquecem depressa que um dia também já fumaram.Que todos entendam que ninguem é nem pode ser dono de ninguém muito menos de seus actos.Bem amiga muito mais poderia dizer mas por aki fico agradecendo a visita que fizeste lá no meu cantinho.Que o teu ano te traga tudo de bom.
Beijinho prateado
SOL

Licínia Quitério disse...

Para quando "é proibido proibir"?

Proibir é o verbo dos tiranos. Daqueles que não sabem ensinar porque nunca aprenderam.

Um beijo.

JoAnInHa disse...

Olax desculpa a demora a responder-te, mas ek eu li o texto na xkola mas depois entrei para as aulas e nem consegui comentar!
Como sabes eu nao fumo, mas tmb nao tenho nada contra quem fuma, desde que essas pessoas tenham respeito pelos outros inclusive os que nao fumam, e nao andem a fumar para cima das pessoas, que acho que nao é o teu caso quase de certeza!
Quanto ao facto de te terem expulsado, acho completamente ridiculo mas nao surpreendente, porque infelizmente hoje em dia existe muita gente assim, preconceittuosa, e que nao aceita a opiniao das outras pessoas, ainda acreditam na frase "todos diferentes mas todos iguais", mas nao...ninguem é igual a ninguem, cada pessoa é unica, cada pessoa tem a sua personalidade e maneira de ser e de ver a vida, so temos é de ser tolerantes e respeitar os outros e os seus pontos de vista!!
E quanto ao texto, acho que está muito bem escrito e nao o acho assim tao agressivo etc..para te expulsarem de lá...apenas foste sincera, disseste o que sentias, é um (mau) "vicio" que tens mas tu sabes dissoe ng tem nd a ver com isso!!! Bem e depois de escrever tanto nem sei se disse alguma coisa de jeito ou com sentido mas pronto lol!
Beijosss amiga =)

Paula Raposo disse...

Acho óptimo o teu texto!! Beijos.

aDesenhar disse...

do blog do Lumife
passei pelo teu e
senti-me bem,
porque se respira
Liberdade.
:)

Anónimo disse...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is